quarta-feira, 14 de abril de 2010

SEJA UM IDIOTA

A idiotice é vital para a felicidade.

Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz! A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins.

No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você. Ignore o que o boçal do seu chefe disse. Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele. Pobre dele.

Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto.

Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo,soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça?

hahahahahahahahaha!...

Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana? Quanto tempo faz que você não vai ao cinema?

É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E daí,o que elas farão se já não têm por que se desesperar?

Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? Espero que não.

Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura; piora se for densa.

Dura, densa, e bem ruim.

Brincar é legal. Entendeu?

Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço,não tomar chuva.

Pule corda!

Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte.

Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente aceitável.

Teste a teoria. Uma semaninha, para começar.

Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são:
passageiras. Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir...

Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!

Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho gostoso agora?

A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante, chore,dance e viva intensamente antes que a cortina se feche!
Arnaldo Jabor.
Arnaldo escreveu isto e assim. Em tudo eu somente mudaria o título para: SEJA FELIZ!. Isto se Arnaldo me permitir é claro. rsrsrs... Forte abraço. Lourdes.

6 comentários:

  1. É madrinha, as vezes as pessoas se esquecem o sabor de uma risada sincera, as vezes a gente fica olhando tanto o próprio problema e esquece que talvez eles sejam minusculos perto de outras pessoas, só lamentamos e esquecemos de sorrir com o coração!

    BeiJO Clah

    ResponderExcluir
  2. Que belo comentário afilhada, penso que você já é uma excelente escritora, vejo isto por seus escritos no livro virtual. Quem sabe um dia você terá um livro com muitas páginas não virtuais? Espero que sim. Vá sempre em frente. Abraço e beijusss... tia e madrinha Lupe.

    ResponderExcluir
  3. Larissa Mignon? Obrigada pelo seguimento. Espero poder ajudar você de alguma forma. Aqui você conhecerá uma pequena parte de quem eu sou. Penso que esta pequenina parte seja o melhor de mim. A pior eu deixo pros de casa. rsrrss... Sei que todo mundo é assim como eu: um pouco santa e muito pecadora, mas tentar dar o melhor de mim eu tento. Forte abraço. Lourdes.

    ResponderExcluir
  4. Adorei a postagem irmã.
    Que Deus o abençoe sempre!
    Fique com Deus
    Se quiser dar uma olhada em meu blog também, ficarei muito feliz

    http://giovanabertolini.blogspot.com/

    Giovana Bertolini!
    Jesus Sacramentado Nosso Deus amado!

    ResponderExcluir
  5. Giovana Bertolini? Muito grata por você estar acompanhando nosso blog. Seguirei e acompanharei o seu com muito carinho. Obrigada.Forte abraço. Lourdes.

    ResponderExcluir
  6. Nada disso... Nada de feio, só por que vocês são parecidos???
    Não conheço o tal Arnaldo Jabor, somente li este texto dele. Vê como pensamos exatamente igual? Também mudaria o título deste texto... se o Arnaldo me permitisse, é claro. Mas é um texto bem legal a meu ver, já que faço parte das complicadas, encucadas e por aí vai.. rsrsrs... Obrigada pelo comentário, volte sempre... Forte abraço fraterno. Lourdes.

    ResponderExcluir